Visitas totais: 19371101

COLUNA POSTADA POR:

Prefeitura Municipal de Laguna/SC

E-mail: assgabinete@laguna.sc.gov.br

Fone/fax: Fone: (48) 3644-0334 / 3644-1655 / 3644-0401 / 364

COLUNAS

Laguna - [Festa de Santo Antônio] Pagadores de promessas

15/06/2016

Laguna 10/06/16 - Em cada rosto uma história de fé e devoção por Santo Antônio. Mesmo sentimento que leva milhares ao pés da estátua de 1796 instalada no altar da igreja matriz, no centro histórico para agradecer e pagar promessas. São 340 anos de tradição, devoção e festa. 
Nos 13 primeiros dias do mês de junho, a rotina da cidade acaba. Vai e vem de pessoas, cantigas na igreja, fogos de artifícios durante o dia, trezenas em latim, coral, velas e pagadores de promessas. Próxima segunda-feira, dia 13, é feriado municipal. No sábado tem a tradicional transladação, milhares de fiéis caminham as principais ruas da cidade seguindo o andor com a imagem. O pároco de Laguna, Padre Lenoir Becker, destaca a expectativa de mais um ano de tradição. No decorrer dos dias de festa, cerca de 100 mil visitantes irão passar pelo município.
Na igreja, os admiradores do santo português rezam e pedem graças. A fé nunca é demais para os lagunenses. A aposentada Ana Amélia, 67 anos, há 41 anos, frequenta a festa. "Estava precisando de um aumento na pensão que recebia do meu marido. Entrei com um pedido através de um advogado. Rezei muito, não perdi a fé. Quando chegou a carta do Governo avisando que tinha conseguido, chorei muito. Até os meus últimos dias, vou agradecer ao santo".  
O servidor público Cláudio Luiz Medeiros, 53 anos, faz suas preces diariamente num dos bancos da igreja matriz. "Peço saúde, paz e proteção para todos da minha família", diz ele pai de três filhos. 
A comerciante Flávia Aparecida, 33 anos, agradece todas as noites das trezenas pela saúde da mãe. Vítima de uma infecção causada por diabetes, a matriarca da família estava sofrendo com dores nos pés. Depois de idas e vindas aos médicos e muita oração ela foi se recuperando ao lado da filha. Motivada pela fé vivenciada desde a infância, pediu ajuda ao santo padroeiro e a graça foi alcançada.
Nas trezenas mães costumam levar seus filhos com as vestes de Santo Antônio. Outros flores, velas e mantimentos para ofertar aos pobres. 
Nos pés da imagem, inúmeros pedidos escritos por mães desesperadas para tirar os filhos das drogas, pais pedindo harmonia na família e até solicitações de casamentos. 
Em outras épocas era comum as doações de vestidos de crianças para a imagem do menino jesus. A família fazia a promessa para recuperação de uma criança doente, com a melhora do ente querido, uma roupa infantil de bebê era entregue a igreja, que guarda as doações numa das salas do templo religioso. 
No século 18, jóias eram doadas por fiéis como promessas e votos alcançados. Muitas eram entregues à paróquia para decorar as imagens sacras.  
O Santo que  ri
O escultor da imagem de santo antônio dos anjos era um artista original, modesto e alegre. Ele criou uma imagem de olhar alegre e lábios sorrindo, um raro fato para a época, com vestes ornadas em dourado. Ele não assinou a obra e nem um sinal que o identificasse. O artista conseguiu fazer com que a expressão da imagem seja diferenciada, conforme o ângulo em que se observa.
De acordo com o pesquisador Antônio Carlos Marega "diferente das imagens conhecidas de Santo Antônio, de semblante humilde e vestes franciscanas. Essa imagem tão diferente e, tendo em Laguna, um nome também diferente, o Santo Antônio dos Anjos cria personalidade própria".
São inúmeras as histórias dos milagres atribuídos ao Santo Antônio de Pádua ou de Lisboa, no mundo inteiro.
Santo Antônio dos Anjos, na devoção do povo lagunense, não poderia ser menor, milagres, favores e graças alcançadas, pedidos concedidos, objetos achados, casamentos arrumados. Viagens cuidadas, porque o lagunense não ia ao mar e hoje não vai para a rodovia, sem antes pedir para que Santo Antônio o acompanhe. 
Para Marega é tão grande a devoção e a intimidade para com o Santo, que o lagunense já o chama de “Toninho”ou “Tonico” e muitas vezes, não sente a necessidade de um momento de reflexão, de uma oração para pedir uma graça, ele simplesmente pede ou exige, como se faz para um pai, um irmão ou para um grande amigo.
Padroeiro
Em 1676, chegou para colonizar Laguna, Brito Peixoto, devoto de Santo Antônio, trouxe a primeira imagem do santo e dedicou a fundação ao seu santo de devoção. A partir daí, como é tradicional, já se deveria rezar, pelo menos, a trezena. Em 1753 é fundada a Irmandade do Santíssimo Sacramento e Santo Antônio dos Anjos
O primeiro registro de um ¨juiz¨ de uma festa para Santo Antônio é do século XIX .
Em junho de 1858, segundo registros de Robert Ave-Lallemant (Viagens pelas Províncias de Sta. Catarina, Paraná e São Paulo – edição da Universidade de São Paulo), era rezada a trezena já com a orquestração. No principio do século XX, era rezada uma missa solene (cantada) e procissão, logo apos um leilão das prendas recolhidas no comércio.
Depois de 1912, começam as quermesses ou como foram chamadas por tradição,  “ as barraquinhas “
Com a evasão das gerações, para centro maiores em busca de melhores oportunidades, a Festa de Santo Antônio, torna-se um dos motivo do retorna a terra, em visita aos parentes, rever amigos e fortalecer sua devoção ao seu querido santo de devoção
Igreja Matriz 
A primeira capela de alvenaria foi construída em 1696, substituindo a de pau-a-pique feita pelo fundador Domingos de Brito Peixoto quando ele veio para a cidade, no mesmo local onde está a atual. A imagem foi escolhido por se tratar do santo de devoção do colonizador. A denominação dos Anjos, acredita os historiadores, por ele ter chegado nas terras de Laguna, no dia 2 de outubro, ou próximo a data, no calendário católico uma homenagem aos anjos da guarda. 
A atual igreja começou a ser erguida em 1735, pois a comunidade crescia e não tinha mais lugar para abrigar os fiéis. No ano de 1753 é fundada a Irmandade do Sacramento e do Santo Antônio, o grupo que no ano de 1792 envia para a Bahia um tronco de madeira nativa, base de uma nova imagem do Santo Antônio. 
Fonte: pesquisador Antônio Carlos Marega. 
Programação da festa 
11/06 (sábado)
16h – Apresentação Cultural: Casa da Dindinha.
17h – Saída da imagem do Santo Antônio da Igreja Matriz para a Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes (Magalhães).
18h – Missa na Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes (Magalhães).
19h – Transladação da Imagem de Santo Antônio dos Anjos com a Banda União dos Artistas e Banda Carlos Gomes. Saída da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes. Apresentação do espetáculo teatral ao ar livre: Antônio dos Anjos, de autoria de Jairo Barcelos e produção/direção Grupo Terra.
20h – Show pirotécnico.
20h30m - Trezena de Santo Antônio dos Anjos. Orador: Pe. Lenoir Steiner Becker. Participantes: Autoridades do Estado e do Município.
21h – Show no Palco Interno: Kevin Souza Acústico.
22h30m – Show no Palco Externo: Noite do Circo – Espetáculo Circense da Cia Circoloko Alucinações.
12/06 (domingo)
9h30m – Missa das crianças.
12h – Almoço no Centro Cultural Santo Antônio.
16h – Apresentação do Espetáculo Teatral ao Ar Livre: Antônio dos Anjos, de autoria de Jairo Barcelos e produção/direção Grupo Terra.
16h30m – Profissão dos devotos pelas ruas de costume, com a Santa Missa.
19h30m - Trezena de Santo Antônio dos Anjos. Orador: Pe. Itamar Faísca Nunes. Participantes: Professores, Casais de Namorados e Grupos de Jovens.
21h – Show no Palco Externo: Coral da UNISUL, espetáculo “Amor e Canção”.
22h30m – Show no Palco Externo: Banda Juízo Final.
13/06 (segunda-feira)
10h – Missa Solene em louvor ao Santo Padroeiro, com Som João Francisco Salm. Posse dos Novos Membros da Irmandade de Santo Antônio.
12h – Almoço festivo.
15h – Profissão motorizada com saída da Igreja Matriz Santo Antônio, percorrendo as ruas do Centro e dos bairros, com a participação dos festeiros, CAEP, Irmandade de Santo Antônio dos Anjos, motociclistas de Laguna e Carros Antigos. Apresentações Culturais.
19h30m - Trezena de Santo Antônio dos Anjos. Orador: Pe. Lenoir Steiner Becker. Participantes: RCC de Laguna, Missionários da Mãe Peregrina, Oficina de Oração, Movimento Nascer de Novo, Congregação Mariana, Pastoral da Criança, CAEP, Liturgia e Canto. Cerimônia de Despedida. Nominata dos Festeiros 2017. Apresentações artísticas culturais no Cine Teatro Mussi.
 
Mais fotos no www.laguna.sc.gov.br
 
-- 
 
 
Departamento de Comunicação e Publicidade (Decom)
Website: laguna.sc.gov.br / Fan Page: Prefeitura de Laguna
Contatos: (48) 8864-4449 e (48) 3644-0401 (ramal 204)
 

IMAGENS