Visitas totais: 18253247

NOTICIA POSTADA POR:

Prefeitura Municipal de Laguna/SC

E-mail: assgabinete@laguna.sc.gov.br

Fone/fax: Fone: (48) 3644-0334 / 3644-1655 / 3644-0401 / 364

NOTICIA:

Laguna tem desfile interativo e comovente

08/09/2015

 Moradores da terceira cidade mais antiga de Santa Catarina: Laguna (339 anos), e a primeira em potencial turístico do sul do estado, foram agraciados com o desfile cívico-militar, no Centro Histórico, neste feriado da Independência. A rua Jerônimo Coelho (da Casa de Anita) foi tomada de fanfarras que soaram notas que agradaram aos mais apurados ouvidos, como na passagem dos grupos de músicos da Sociedade Musical União dos Artistas, da Fundação Bradesco, do Colégio Stellla Maris, da Escola Ana Gondin e da Sociedade Musical Carlos Gomes. Foram 26 instituições públicas, privadas, associativistas e filantrópicas. A mistura dos toques tradicionais de 7 de Setembro em caixinhas, bumbos e pratos, com o ritmo empolgante embalado pelos trompetes e saxofones convocou constantes sonoras de aplausos de lagunenses, lagunistas, veranistas e turistas.

Cerca de cinco mil pessoas entre público, autoridades e integrantes da marcha passaram pelo local. A concentração foi às margens da Lagoa Santo Antônio, que refletia o sol do céu de brigadeiro que amanheceu a Cidade Juliana. Em cerca de 300 metros, crianças, jovens, adultos e idosos bateram continência à verde e amarela e gritaram por ordem e progresso. Em uma das apresentações, o cântico famoso de “Eu sou brasileiro, com muito orgulho e muito amor” regeu o patriotismo da multidão.
Como de costume, o feriado da independência iniciou com o hasteamento das bandeiras do Brasil, de Santa Catarina e de Laguna. O ato ocorreu na Praça da República. Logo após, já na Jerônimo Coelho, o comandante da Marinha pediu autorização ao prefeito Everaldo dos Santos, que devolveu a continência do capitão-de-corveta Marcos Maia dos Santos para as apresentações. Entre os mais detalhistas do dia festivo estava o cirurgião-dentista Aldo Abrahão Massih, um ex-professor de Moral e Cívica na época da Ditadura Militar. “Fui o primeiro educador no sul do estado com licenciatura plena na área. Participar dos atos alusivos ao Dia da Independência é um dever de cada brasileiro. O momento da atual conjuntura política e econômica da União requer mais carinho e compreensão com a nossa Pátria. Somos fortes e ainda temos jeito de voltar a impor orgulho e respeito. A volta da disciplina Moral e Cívica às escolas seria um bom recomeço”, sugere Massih.
“Foi um desfile deslumbrante. Empolgou a todos. Muito bem organizado. O município merece grandes eventos como este”, agrega o chefe do executivo lagunense. “Foram mais de 25 profissionais em apoio. Envolveu uma ampla equipe durante 45 dias, desde que iniciamos as tratativas com representantes das entidades. Houve, além do evento no Centro Histórico, os desfiles comunitários próximos de escolas. A Independência foi tema didático durante as últimas duas semanas nas salas de aula”, destaque o secretário de educação Klevys Lopes Rosa. Maria Salete Adolfo, de 70 anos, moradora do Campo de Fora, fez questão de levar o Neto Cauan José Pereira, 10, para acompanhar a marcha. Apesar da dificuldade em sair de casa com um andador, percorreu quase três quilômetros a pé e aconchegou-se bem à beira da avenida. “É uma mistura de emoções a cada ano. Sempre desfilei, mas agora não posso devido a uma cirurgia, mas participei com aplausos”, resume a idosa.
As crianças dos centros de educação infantil (CEIs) Irmã Vera, Professora Laureni Vieira de Souza, Padre Augustinho, Pequeno Cisne, Bairro Progresso e Pequeno Príncipe não têm aula nesta terça-feira, pois marcharam neste feriado. Os demais CEIs mantêm o cronograma regular.
 
Entidades que desfilaram
 
• Marinha do Brasil
• Sociedade Musical Carlos Gomes
• Batalhão da Polícia Militar
• Companhia da Polícia Militar Ambiental
• Pelotão do Corpo de Bombeiros de Laguna
• Polícia Rodoviária Federal
• Escola Especial Solar da Ternura - Apae
• Centro de Recreação Infantil Sonho Encantado
• Colégio Primeiro Degrau
• Sociedade Musical União dos Artistas
• Rede Municipal de Ensino
• CEI Padre Augustinho
• CEI Irmã Vera
• CEI Pequeno Príncipe
• CEI Bairro Progresso
• CEI Pequeno Cisne
• CEI Professora Laureni Veira de Souza
• Escola de Educação Básica Elizabeth Ulyssea Arantes
• Rede Feminina de Combate ao Câncer
• Movimento Negro
• Grito dos Excluídos
• E.E.B Ana Gondin
• Fundação Bradesco
• Colégio Stella Maris
• Moto Clube
• Cavalaria
 
Fotos: Rafael Andrade, Marco Bocão e Geraldo Gê/Secom
Moradores da terceira cidade mais antiga de Santa Catarina: Laguna (339 anos), e a primeira em potencial turístico do sul do estado, foram agraciados com o desfile cívico-militar, no Centro Histórico, neste feriado da Independência. A rua Jerônimo Coelho (da Casa de Anita) foi tomada de fanfarras que soaram notas que agradaram aos mais apurados ouvidos, como na passagem dos grupos de músicos da Sociedade Musical União dos Artistas, da Fundação Bradesco, do Colégio Stellla Maris, da Escola Ana Gondin e da Sociedade Musical Carlos Gomes. Foram 26 instituições públicas, privadas, associativistas e filantrópicas. A mistura dos toques tradicionais de 7 de Setembro em caixinhas, bumbos e pratos, com o ritmo empolgante embalado pelos trompetes e saxofones convocou constantes sonoras de aplausos de lagunenses, lagunistas, veranistas e turistas.
Cerca de cinco mil pessoas entre público, autoridades e integrantes da marcha passaram pelo local. A concentração foi às margens da Lagoa Santo Antônio, que refletia o sol do céu de brigadeiro que amanheceu a Cidade Juliana. Em cerca de 300 metros, crianças, jovens, adultos e idosos bateram continência à verde e amarela e gritaram por ordem e progresso. Em uma das apresentações, o cântico famoso de “Eu sou brasileiro, com muito orgulho e muito amor” regeu o patriotismo da multidão.
Como de costume, o feriado da independência iniciou com o hasteamento das bandeiras do Brasil, de Santa Catarina e de Laguna. O ato ocorreu na Praça da República. Logo após, já na Jerônimo Coelho, o comandante da Marinha pediu autorização ao prefeito Everaldo dos Santos, que devolveu a continência do capitão-de-corveta Marcos Maia dos Santos para as apresentações. Entre os mais detalhistas do dia festivo estava o cirurgião-dentista Aldo Abrahão Massih, um ex-professor de Moral e Cívica na época da Ditadura Militar. “Fui o primeiro educador no sul do estado com licenciatura plena na área. Participar dos atos alusivos ao Dia da Independência é um dever de cada brasileiro. O momento da atual conjuntura política e econômica da União requer mais carinho e compreensão com a nossa Pátria. Somos fortes e ainda temos jeito de voltar a impor orgulho e respeito. A volta da disciplina Moral e Cívica às escolas seria um bom recomeço”, sugere Massih.
“Foi um desfile deslumbrante. Empolgou a todos. Muito bem organizado. O município merece grandes eventos como este”, agrega o chefe do executivo lagunense. “Foram mais de 25 profissionais em apoio. Envolveu uma ampla equipe durante 45 dias, desde que iniciamos as tratativas com representantes das entidades. Houve, além do evento no Centro Histórico, os desfiles comunitários próximos de escolas. A Independência foi tema didático durante as últimas duas semanas nas salas de aula”, destaque o secretário de educação Klevys Lopes Rosa. Maria Salete Adolfo, de 70 anos, moradora do Campo de Fora, fez questão de levar o Neto Cauan José Pereira, 10, para acompanhar a marcha. Apesar da dificuldade em sair de casa com um andador, percorreu quase três quilômetros a pé e aconchegou-se bem à beira da avenida. “É uma mistura de emoções a cada ano. Sempre desfilei, mas agora não posso devido a uma cirurgia, mas participei com aplausos”, resume a idosa.
As crianças dos centros de educação infantil (CEIs) Irmã Vera, Professora Laureni Vieira de Souza, Padre Augustinho, Pequeno Cisne, Bairro Progresso e Pequeno Príncipe não têm aula nesta terça-feira, pois marcharam neste feriado. Os demais CEIs mantêm o cronograma regular.
 
Entidades que desfilaram
 
• Marinha do Brasil
• Sociedade Musical Carlos Gomes
• Batalhão da Polícia Militar
• Companhia da Polícia Militar Ambiental
• Pelotão do Corpo de Bombeiros de Laguna
• Polícia Rodoviária Federal
• Escola Especial Solar da Ternura - Apae
• Centro de Recreação Infantil Sonho Encantado
• Colégio Primeiro Degrau
• Sociedade Musical União dos Artistas
• Rede Municipal de Ensino
• CEI Padre Augustinho
• CEI Irmã Vera
• CEI Pequeno Príncipe
• CEI Bairro Progresso
• CEI Pequeno Cisne
• CEI Professora Laureni Veira de Souza
• Escola de Educação Básica Elizabeth Ulyssea Arantes
• Rede Feminina de Combate ao Câncer
• Movimento Negro
• Grito dos Excluídos
• E.E.B Ana Gondin
• Fundação Bradesco
• Colégio Stella Maris
• Moto Clube
• Cavalaria
 
Fotos: Rafael Andrade, Marco Bocão e Geraldo Gê/Secom
 

IMAGENS

OUTRAS POSTAGENS